Sargento da Força Tática é morto a tiros e suspeitos fogem sem deixar pista – Comando VP
Início » Destaque » Sargento da Força Tática é morto a tiros e suspeitos fogem sem deixar pista

Sargento da Força Tática é morto a tiros e suspeitos fogem sem deixar pista

No final da noite de segunda-feira (19-02-2018), o sargento Paulo Sérgio de Arruda morreu em uma troca de tiros no Residencial Olívio Benassi em Matão-SP. Segundo informações, o sargento da PM se envolveu em uma troca de tiros ao apurar uma denúncia de ameaças de morte contra o padre Edson Maurício, da Paróquia Santo Expedito.

O padre teria amizade com um rapaz, que passou a chantageá-lo exigindo 80 mil reais. Ele teria pedido ajuda a amigos que acionaram o sargento, que foi até Matão com outros policiais apurar a denúncia feita pelo sacerdote.

Em entrevista ao Jornal da Morada/Portal Morada, o amigo do padre, um garagista da cidade, afirmou que não estava na casa do sacerdote no momento do crime e que chegou 40 minutos depois do ocorrido, após receber uma ligação do padre, que é seu amigo. Ainda, o garagista disse que não conversou com nenhum criminoso ou policial na cena do crime. O padre teria contado a ele durante a semana que estava sofrendo ameaças e que queriam 80 mil reais. O garagista afirmou que não intermediou nenhum contato entre o padre e o sargento.

No local, houve um desentendimento e uma troca de tiros. O sargento Arruda foi atingido por dois tiros no peito e morreu após ser socorrido.

Os acusados fugiram. O padre e os outros policiais não se feriram.

Na manhã desta terça-feira (20), o padre e os envolvidos no crime foram levados para prestar depoimento. A diocese de São Carlos enviará um representante para apurar o envolvimento do padre no caso. Em outras ocasiões, o sacerdote já havia se envolvido em uma ocorrência de embriaguez ao volante.

O corpo do sargento foi encaminhado ao IML. O caso está sendo apurado.

Biografia

Paulo Sergio de Arruda, o Sargento Arruda, 43 anos, era nascido em Araraquara. O filho de Luis Lázaro de Arruda e Aparecida Magalhães de Arruda ingressou na PM em 1996, seguindo os passos do pai, policial militar aposentado.

Casado com Joana Darc e pai de Wellington, Luiz e Pablo, o Sargento Arruda acumulou elogios e premiações na carreira, além de medalhas de láurea do mérito pessoal. Em novembro do ano passado, Arruda recebeu o diploma de honra ao mérito concedido pela Câmara Municipal de Araraquara.

Todas ais informações deverão ser investigadas pela polícia militar e civil.

Fonte: portal morada

Compartilhar

Seu comentário é de sua inteira responsabilidade. Não reflete nossa opinião.

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.





Curta nossa Fan Page
Visite nosso site!
Visite nosso site!
Casa de Carne Milaré
STUDIOK
DEMILLUS
Jantar Dia das Mães
Classificadão São Carlos