Povo contra Fiat; tribunal da internet bate o martelo a favor de Mauricio Souza – Comando VP
Início » Brasil » Povo contra Fiat; tribunal da internet bate o martelo a favor de Mauricio Souza
Foto e fonte: r7

Povo contra Fiat; tribunal da internet bate o martelo a favor de Mauricio Souza

No dia 12 de outubro, o jogador de vôlei, Mauricio Souza, do Minas Tênis, postou em seu Instagram a manchete: “Superman atual, filho de Clark Kent, assume ser bissexual”, com uma ilustração exibindo Jon Kent beijando um rapaz. Na legenda, o jogador escreveu: “Ah, é só um desenho, não é nada demais. Vai nessa que vai ver onde vamos parar…”

Em nota oficial, a Fiat declarou “repúdio a toda e qualquer expressão de cunho homofóbico, considerando inaceitáveis as manifestações movidas por preconceito, ímpeto desrespeitoso ou excludente”. Na qualidade de patrocinadora máster, a montadora pressionou o Minas Tênis a rescindir o contrato com Souza e, apesar de o clube ter publicado nota afirmando que “todos os atletas federados à agremiação têm liberdade de se expressar livremente em suas redes sociais”, demitiu o jogador logo depois.

A forma como o público encarou essa decisão pode ser vista de várias formas e, a mais imediata é que Souza, até então com cerca de 300 mil seguidores em seu perfil do Instagram, chegou em questão de poucas horas a um milhão. No momento em que preparo esta análise, a conta do jogador ultrapassa os 2,7 milhões de seguidores. As mensagens de apoio ao atleta começaram a surgir assim que a decisão do clube foi anunciada e, somente na publicação mais recente de Souza, uma foto da família no último domingo, o número de comentários ultrapassa os 78 mil.

Em contrapartida, o perfil da montadora na mesma plataforma – que conta com 717 mil seguidores – recebeu milhares de comentários negativos, como: “Fiat nunca mais”, com o maior número de curtidas; “Vão colher os frutos de terem demonstrado que não aceitam opiniões diferentes. Devemos lutar por um país democrático, onde opiniões divergentes devem ser respeitadas. Lamentável!” e “Nunca mais compro Fiat. Todos devem ter direito à liberdade de expressão.”

Igualmente, o lançamento do Fiat Pulse no YouTube gerou descontentamento na maioria das manifestações. Até o momento em que preparo este texto, foram 4,1 mil “likes” contra 48 mil “deslikes”. Dentre os mais de 32 mil comentários, os mais curtidos e repetidos dizem: “Pelo Maurício, pela família, pelo Brasil. Fiat nunca mais!”, além de exaltarem o direito à liberdade de expressão. Diversos internautas também mencionaram o desinteresse pelos carros da marca e alguns chegaram a chamar o Fiat Pulse de “RePulse”.

O patrulhamento da fala e a criminalização da opinião estão se tornando cada vez mais frequentes no Brasil, mas está claro que esse tipo de imposição não reflete a vontade da maioria. Resta saber realmente vivemos em um país democrático, onde a vontade da maioria é devidamente respeitada.

Compartilhar

Seu comentário é de sua inteira responsabilidade. Não reflete nossa opinião.

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.





PGlmcmFtZSBzcmM9Imh0dHBzOi8vZDZvanc5c3Q4OW8zby5jbG91ZGZyb250Lm5ldC9CUkdhbGxlcnkvaW5kZXgucGhwL3BsYXllci92aWV3L2VsZWdhbnRlMTsxNzc7NTk7WkRNMmJuSXdkVE40YldNMGJXMHVZMnh2ZFdSbWNtOXVkQzV1WlhRdmFXNWtaWGd1Y0dod0wyRndhUzl6ZEhKbFlXMXBibWN2YzNSaGRIVnpMemd5T0RBdk16Y3lNV1pqT0dGak5UQTROamhtWVRBNU9UbGlNalEzTUdVeFpEaGpZelF2YzJWeWRtbGtiM0l6Tmk1aWNteHZaMmxqTG1OdmJRPT07ZmFsc2UiIGJvcmRlcj0iMCIgc2Nyb2xsaW5nPSJubyIgZnJhbWVib3JkZXI9IjAiIGFsbG93VHJhbnNwYXJlbmN5PSJ0cnVlIiBzdHlsZT0iYmFja2dyb3VuZC1jb2xvcjogbm9uZTsiIHdpZHRoPSIxNzciIGhlaWdodD0iNTkiPjwvaWZyYW1lPg==
ARE YOU READY? GET IT NOW!
Increase more than 500% of Email Subscribers!
Your Information will never be shared with any third party.
Curta nossa Fan Page
Visite nosso site!
Visite nosso site!
Casa de Carne Milaré
STUDIOK
Jantar Dia das Mães
Imobiliária Cardinali 
- Informe publicitário
Fechar
Classificadão São Carlos