Justiça condena acusados de matar cabo da PM – Comando VP
Início » Região » Justiça condena acusados de matar cabo da PM
Fonte: portal morada

Justiça condena acusados de matar cabo da PM

Foi a júri popular na manhã de terça-feira (19) em Araraquara, Genivaldo da Silva de 54 anos, Jaciane Maria de 40 anos e sua filha Larissa, de 22 anos. Eles estão presos há aproximadamente 1 anos e 8 meses pelo homicídio do Cabo da Polícia Militar Elias Mathias Ribeiro, de 50 anos.

A principal linha de investigação da Polícia Civil de Araraquara sobre a morte do policial militar  Elias Mathias Ribeiro, de 50 anos, é que o crime teve motivação passional. Duas mulheres já foram identificadas e presas pelos policiais. O principal suspeito de praticar o crime está foragido.

Segundo informações apuradas pela reportagem do Portal Morada, o policial teria sido agredido violentamente  – provavelmente com golpes de martelo – antes de ser carbonizado. O principal suspeito de praticar o crime seria irmão de uma das mulheres presas pela Policia.

O vídeo foi parar na mão de Jaciane, que mostrou para Larissa, a filha mais velha. Revoltada, ela procurou o tio de sua mãe, Genivaldo da Silva, de 54 anos, e juntos arquitetaram a morte do policial militar.

Mathias foi convidado a ir a casa de Jaciane onde, segundo informações, foi dopado. Ele foi golpeado com uma marretada na cabeça, enquanto dormia na cama do casal. Em seguida, Genivaldo efetuou mais quatro golpes na cabeça do policial, que morreu no local.

A vítima foi enrolada no colchão para facilitar o transporte e foi colocada dentro de seu próprio veículo, um Hyundai Tucson de cor prata.

Genivaldo conduziu o veículo do policial até uma área afastada da cidade. Jaciane e Larissa acompanhavam o veículo com um Ford Eco Sport.

Em um canavial, às margens da Vicinal José Barbanti Neto, que liga Américo Brasiliense até a SP 255, Genivaldo ateou fogo no veículo e os acusados fugiram.

Antes do julgamento, o advogado de defesa, Ariovaldo Moreira, disse que tem base jurídica para provar a inocência das duas mulheres envolvidas, Jaciane e sua filha Larissa, e que durante a audiência deixaria tudo esclarecido.

Julgamento

Presidido pelo Juiz José Roberto Bernardi Liberal e 25 jurados, dos quais 7 foram sorteados para compor o conselho de sentença, tendo o encargo de afirmar ou negar a existência do fato criminoso atribuído aos três acusados pelo crime do militar. Dentro da plenária ficaram só o juiz, os promotores e os advogados de defesa. Os acusados e as testemunhas de defesa e acusação foram ouvidas através de video conferência.

Às 17h45 começaram os debates e por volta das 20h houve um intervalo. Os debates foram encerrados somente às 22h40. Em seguida, foi iniciada a votação, que durou cerca de uma hora.

Os três envolvidos no assassinato do cabo Mathias cumprirão sua penas em regime fechado. Genivaldo foi condenado a 21 anos de prisão, Larissa a 24 anos e Jaciane, mandante do crime, a 29 anos.

 

Polícia procura homem suspeito de ter ajudado matar cabo da PM

Compartilhar

Seu comentário é de sua inteira responsabilidade. Não reflete nossa opinião.

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.





PGlmcmFtZSBzcmM9Imh0dHBzOi8vZDZvanc5c3Q4OW8zby5jbG91ZGZyb250Lm5ldC9CUkdhbGxlcnkvaW5kZXgucGhwL3BsYXllci92aWV3L2VsZWdhbnRlMTsxNzc7NTk7WkRNMmJuSXdkVE40YldNMGJXMHVZMnh2ZFdSbWNtOXVkQzV1WlhRdmFXNWtaWGd1Y0dod0wyRndhUzl6ZEhKbFlXMXBibWN2YzNSaGRIVnpMemd5T0RBdk16Y3lNV1pqT0dGak5UQTROamhtWVRBNU9UbGlNalEzTUdVeFpEaGpZelF2YzJWeWRtbGtiM0l6Tmk1aWNteHZaMmxqTG1OdmJRPT07ZmFsc2UiIGJvcmRlcj0iMCIgc2Nyb2xsaW5nPSJubyIgZnJhbWVib3JkZXI9IjAiIGFsbG93VHJhbnNwYXJlbmN5PSJ0cnVlIiBzdHlsZT0iYmFja2dyb3VuZC1jb2xvcjogbm9uZTsiIHdpZHRoPSIxNzciIGhlaWdodD0iNTkiPjwvaWZyYW1lPg==
ARE YOU READY? GET IT NOW!
Increase more than 500% of Email Subscribers!
Your Information will never be shared with any third party.
Curta nossa Fan Page
Visite nosso site!
Visite nosso site!
Casa de Carne Milaré
STUDIOK
Jantar Dia das Mães
Imobiliária Cardinali 
- Informe publicitário
Fechar
Classificadão São Carlos