Clima quente e verão exigem cuidados para prevenção do câncer de pele – Comando VP
Início » Destaque » Clima quente e verão exigem cuidados para prevenção do câncer de pele

Clima quente e verão exigem cuidados para prevenção do câncer de pele

Dermatologista do Grupo São Francisco reforça a necessidade de proteção durante a exposição solar para as pessoas de todas as idades

O clima quente, com o registro de temperaturas altas, comuns ao período de final de ano e proximidade do verão, exige cuidados para a prevenção do câncer de pele por meio da proteção durante a exposição solar em todas as faixas etárias.

A dermatologista Silvia Pavan, do Grupo São Francisco, que faz parte do Sistema Hapvida, alerta que os cuidados são simples, necessários e muito eficazes, podendo ser adotado facilmente na rotina das pessoas.

“Os cuidados envolvem o uso de filtro solar, de preferência com fator de proteção acima de 30 e que proteja contra os raios UVB e UVA, que devem ser aplicados 15 minutos antes da exposição solar e reaplicados a cada 2 ou 3 horas. Além disso, é importante evitar a exposição solar no período entre às 10h e às 16h e sempre que possível utilize chapéus, bonés, óculos de sol e procure por sombras”, orienta Silvia.

A médica ressalta ainda a importância de manter o corpo hidratado, que auxilia no equilíbrio e na saúde da pele. “Devemos ingerir de 2 a 3 litros de água por dia. A hidratação da pele é importante em todas as épocas do ano, inclusive, no verão quando nosso corpo está mais sujeito à desidratação. Devido ao calor intenso, transpiramos mais que o normal, o que acaba refletindo em uma enorme perda de água e nutrientes pelo suor”, explica.

De acordo com o INCA (Instituto Nacional do Câncer), em 2020, os números de câncer de pele no Brasil correspondem a 27% de todos os tumores malignos no país, sendo os casos de não melanoma responsáveis por 177 mil novos casos da doença por ano. Já o câncer de pele melanoma tem 8,4 mil casos novos anualmente.

Um estudo da SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia) aponta que o quadro pode se agravar devido à falta de hábito da população em relação aos processos de prevenção e proteção da pele. De acordo com a pesquisa 63% das pessoas se expõem ao sol sem qualquer proteção.

Doenças de pele

A dermatologista do Grupo São Francisco observa ainda que no período de final de ano e do verão as pessoas ficam mais expostas aos ambientes externos e devem ter cuidados para evitar doenças de pele como queimaduras e micoses.

“É importante ter cuidado com animais, cachorros e gatos nas praias ou nos tanques de areia usados para a prática de esportes, pois a urina e fezes desses animais podem causar micoses e bicho geográfico. Outro ponto importante é redobrar a atenção ao mexer com plantas que soltam leite e frutas, como limão e figo, e a exposição ao sol, pois essa combinação causa queimaduras”, conclui Silvia.

Compartilhar

Seu comentário é de sua inteira responsabilidade. Não reflete nossa opinião.

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.





PGlmcmFtZSBzcmM9Imh0dHBzOi8vZDZvanc5c3Q4OW8zby5jbG91ZGZyb250Lm5ldC9CUkdhbGxlcnkvaW5kZXgucGhwL3BsYXllci92aWV3L2VsZWdhbnRlMTsxNzc7NTk7WkRNMmJuSXdkVE40YldNMGJXMHVZMnh2ZFdSbWNtOXVkQzV1WlhRdmFXNWtaWGd1Y0dod0wyRndhUzl6ZEhKbFlXMXBibWN2YzNSaGRIVnpMemd5T0RBdk16Y3lNV1pqT0dGak5UQTROamhtWVRBNU9UbGlNalEzTUdVeFpEaGpZelF2YzJWeWRtbGtiM0l6Tmk1aWNteHZaMmxqTG1OdmJRPT07ZmFsc2UiIGJvcmRlcj0iMCIgc2Nyb2xsaW5nPSJubyIgZnJhbWVib3JkZXI9IjAiIGFsbG93VHJhbnNwYXJlbmN5PSJ0cnVlIiBzdHlsZT0iYmFja2dyb3VuZC1jb2xvcjogbm9uZTsiIHdpZHRoPSIxNzciIGhlaWdodD0iNTkiPjwvaWZyYW1lPg==
ARE YOU READY? GET IT NOW!
Increase more than 500% of Email Subscribers!
Your Information will never be shared with any third party.
Curta nossa Fan Page
Visite nosso site!
Visite nosso site!
Casa de Carne Milaré
STUDIOK
DEMILLUS
Jantar Dia das Mães
Imobiliária Cardinali 
- Informe publicitário
Fechar
Classificadão São Carlos