Médico procura a lei e recebe salário atrasado – Comando VP
Início » Destaque » Médico procura a lei e recebe salário atrasado

Médico procura a lei e recebe salário atrasado

Mais de um ano depois, o médico Marcelo dos Reis recebeu na tarde desta quinta-feira (11), o pagamento dos salários atrasados de outubro, novembro e dezembro de 2016. No total, um pouco mais de R$ 16 mil relativos aos plantões de urgência e emergência, prestados nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) de São Carlos, por meio de RPA (Recibo de Pagamento Autônomo). Ele foi o primeiro médico a garantir na justiça o direito de receber os salários atrasados.

“Eu sempre quis fazer o pagamento dos médicos contratados por RPA, mas o Tribunal de Contas avaliou a contratação como irregular e a administração ficou impedida de fazer o pagamento. Prevaleceu o bom senso entre a administração e o médico por meio de um acordo com respaldo do poder judiciário. Com a austeridade fiscal, estamos conseguindo pagar nossas dívidas e com o RPA não será diferente”, afirmou o prefeito Airton Garcia.

Em São Carlos, os médicos eram contratados via RPA desde 2011. O Tribunal de Contas do Estado apontou, em um relatório, que a contratação era irregular e orientou o não pagamento dos salários. Na apuração do TCE, o salário de um médico chegou a R$ 60 mil. Com a suspensão dos salários, os médicos deixaram a rede e a UPA do Santa Felícia e a Unidade de Estabilização do Cidade Aracy foram fechadas.

O caso do RPA também foi investigado pelo Ministério Público. Na ação, a Promotoria concluiu que de 2007 a 2016 médicos provisórios, temporários e autônomos, foram contratados para ocuparem vagas de efetivos. A investigação mostrou que as admissões foram feitas sem concurso público e não tinham caráter emergencial. Segundo a lei municipal, a contratação de temporários ou pagos por recibo de pagamento autônomo, o RPA, só é possível por até três meses, o que não aconteceu. A investigação também mostrou que os médicos autônomos recebiam salários bem maiores do que os dos concursados.

Com os apontamentos do TCE e do MP, alguns médicos buscaram a justiça para receber o pagamento dos meses atrasados. “A Prefeitura não poderia pagar de forma administrativa diante da irregularidade apontada pelo Tribunal de Contas. Os médicos que se sentiram lesados procuraram o poder judiciário para poder salvaguardar seus direitos. E fundamentado, baseado, amparado numa homologação judicial, à administração começou a pagar essa dívida herdada do governo anterior. O prefeito Airton Garcia está honrando todos os pagamentos e as dívidas da Prefeitura e não seria diferente com a classe médica que tanto tem nos ajudado para vencer os desafios da saúde”, afirmou Caco Colenci, secretário de Saúde.

Para o médico Marcelo dos Reis, o pagamento dos salários atrasados vai dar mais credibilidade à administração. “O acordo feito na justiça deu respaldo para comprovação do meu plantão. Estou feliz em ter recebido e por ver a boa vontade da Prefeitura em querer resolver essa situação. A cidade ficou sem crédito, os médicos não queriam trabalhar aqui porque não tinham a certeza do recebimento. Hoje, você trabalha e recebe. Acredito que a partir de agora a Prefeitura tenha mais credibilidade e os médicos vão se interessar mais pelos plantões. Com mais médicos, vamos conseguir melhorar a qualidade dos serviços da saúde de São Carlos”, afirmou Marcelo Reis.

Matéria enviada pela prefeitura

Compartilhar

Seu comentário é de sua inteira responsabilidade. Não reflete nossa opinião.

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.





Curta nossa Fan Page
Visite nosso site!
Visite nosso site!
Casa de Carne Milaré
STUDIOK
DEMILLUS
Jantar Dia das Mães
Classificadão São Carlos