Justiça manda prender ex-vereador – Comando VP
Início » Região » Justiça manda prender ex-vereador

Justiça manda prender ex-vereador

Na noite desta quinta-feira (13), o ex-vereador Serginho Gonçalves foi preso pela Polícia Militar e encaminhado ao Plantão de Polícia Civil em Araraquara-SP.
Segundo informações, o  Juiz José Roberto Bernardi Liberal, da Vara de Execuções Criminais de Araraquara, expediu o mandado de prisão contra o ex-vereador.
Ele foi condenado a mais de 5 anos de prisão e a pagar um valor por causar prejuízo ao erário público. Conseguiu na justiça que a pena fosse cumprida em regime aberto e, como o valor especificado não foi pago, a justiça determinou a regressão da pena para o regime fechado, expedindo o mandado de prisão.
Serginho foi acusado em 2012 e condenado em 2017 pelos crimes previstos no Código Eleitoral nos seguintes artigos:
Art. 299. Dar, oferecer, prometer, solicitar ou receber, para si ou para outrem, dinheiro, dádiva, ou qualquer outra vantagem, para obter ou dar voto e para conseguir ou prometer abstenção, ainda que a oferta não seja aceita: Pena – reclusão até quatro anos e pagamento de cinco a quinze dias-multa.
Art. 350. Omitir, em documento público ou particular, declaração que ele devia constar, ou nele inserir ou fazer inserir declaração falsa ou diversa da que devia ser escrita, para fins eleitorais: Pena– reclusão até cinco anos e pagamento de 5 a 15 dias-multa, se o documento é público, e reclusão até três anos e pagamento de 3 a 10 dias-multa se o documento é particular.
Na delegacia de plantão o delegado elaborou o auto de prisão e encaminhou Serginho Gonçalves para a cadeia pública de Santa Ernestina de onde deve ser transferido para a penitenciária de Araraquara.
O advogado Doutor Bruno Rodrigues Alves, em contato telefônico, disse ao Portal Morada que o ex-vereador foi condenado pela justiça a ressarcir o valor de R$ 200.000,00 aos cofres públicos, e que o Juiz José Roberto Bernardi Liberal determinou que esse valor fosse pago em 60 dias.
O advogado entrou com um recurso junto ao Ministério Público para que esse valor fosse pago em parcelas de R$100,00, conforme condição financeira do réu. Em uma contraproposta, o Ministério Público pediu que esse valor fosse pago em parcelas de R$ 1.100,00, porém, enquanto o pagamento era negociado, o prazo de 60 dias expirou e de forma arbitrária, foi expedido o mandado de prisão.
O advogado irá apresentar um pedido de Habeas Corpus nesta sexta-feira (14), para que o ex-vereador seja solto e volte ao regime aberto e pedir para que o Juiz ao menos aprecie a proposta do Ministério Público.

Fonte: portal morada

Compartilhar

Seu comentário é de sua inteira responsabilidade. Não reflete nossa opinião.

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.





PGlmcmFtZSBzcmM9Imh0dHBzOi8vZDZvanc5c3Q4OW8zby5jbG91ZGZyb250Lm5ldC9CUkdhbGxlcnkvaW5kZXgucGhwL3BsYXllci92aWV3L2VsZWdhbnRlMTsxNzc7NTk7WkRNMmJuSXdkVE40YldNMGJXMHVZMnh2ZFdSbWNtOXVkQzV1WlhRdmFXNWtaWGd1Y0dod0wyRndhUzl6ZEhKbFlXMXBibWN2YzNSaGRIVnpMemd5T0RBdk16Y3lNV1pqT0dGak5UQTROamhtWVRBNU9UbGlNalEzTUdVeFpEaGpZelF2YzJWeWRtbGtiM0l6Tmk1aWNteHZaMmxqTG1OdmJRPT07ZmFsc2UiIGJvcmRlcj0iMCIgc2Nyb2xsaW5nPSJubyIgZnJhbWVib3JkZXI9IjAiIGFsbG93VHJhbnNwYXJlbmN5PSJ0cnVlIiBzdHlsZT0iYmFja2dyb3VuZC1jb2xvcjogbm9uZTsiIHdpZHRoPSIxNzciIGhlaWdodD0iNTkiPjwvaWZyYW1lPg==
ARE YOU READY? GET IT NOW!
Increase more than 500% of Email Subscribers!
Your Information will never be shared with any third party.
Curta nossa Fan Page
Visite nosso site!
Visite nosso site!
Casa de Carne Milaré
STUDIOK
DEMILLUS
Jantar Dia das Mães
Classificadão São Carlos
Classificadao grátis