Justiça concede prisão de suspeito da morte de São-carlense – Comando VP
Início » Destaque » Justiça concede prisão de suspeito da morte de São-carlense
O laudo pericial vai esclarecer se o disparo partiu da arma apreendida

Justiça concede prisão de suspeito da morte de São-carlense

O ex- presidiário Adonias da Silva Bispo, de 41 anos, segundo a polícia, é o principal suspeito de ter matado Leandro Ozorio do Nascimento, de 18 anos, o qual foi morto na noite do último dia 14-07-2017, na rua Isaltino de Moraes, bairro Cruzado II, Ibaté-SP.

Cerca de uma hora antes da localização do corpo do jovem Leandro, que era natural de São Carlos, os policiais militares sargento Ornelas e cabo J-Batista haviam detido Adonias da Silva Bispo, devido o mesmo ter atirado contra um ônibus na rua Matão, mesmo bairro e a poucos metros de onde o jovem foi encontrado morto com um tiro na orelha.

Tiro no ônibus:

Os policiais receberam informação que um  indivíduo havia atirado em um ônibus e que por pouco não atingiu o motorista. O disparo atingiu o vidro  da porta do motorista e também o banco onde estava o condutor do mesmo. Adonias da Silva Bispo foi detido nas proximidades e com o mesmo foi localizado um revólver  calibre 38 com três munições deflagradas e outras intactas. Quando os policiais estavam no Plantão Policial de São Carlos, foram informados que nas proximidades onde o atirador havia sido detido teria um jovem morto. Os cabos Falacci e Fernando Cesar se deslocaram ao local indicado, adentraram por um corredor e no final, cerca de 30 metros,  encontraram o corpo do São-carlense. A PM comunicou o fato ao Plantão Policial e a Polícia Científica foi ao local. O perito constatou que Leandro estava com um tiro, o qual o levou a morte.  Testemunhas relataram que Leandro era traficante e  “funcionário” de  Adonias da Silva Bispo “vulgo” Doia. Ainda de acordo com relatos de boletim de ocorrência, Leandro estava na sua  casa quando o seu “patrão” Doia, suposto traficante lhe chamou para um “debate”, palavra esta usada no mundo do crime, como acerto de contas. Leandro teria saído com  Doia e depois de algum tempo retornou à residência e pediu para sua família cem reais para pagar a droga que estava devendo para Doia. Leandro estava apavorado e com medo de algo pior pudesse acontecer,  familiares deram o dinheiro para que a conta fosse quitada. Leandro saiu e algum tempos depois algumas pessoas foram informar da sua morte.

Bispo foi autuado em flagrante por porte de arma de fogo e disparo de arma de fogo. Diante dos relatos e acusações o delegado plantonista pediu a prisão temporária do suspeito e a justiça a concedeu (dez dias ). Caso seja comprovado que o tiro que matou a vítima tenha saído da  mesma arma, Doia  deverá responder também pelo crime de homicídio.

Ainda de acordo com a polícia o suspeito já tem passagem por homicídio  e furto de carro.

Homem atira em motorista de ônibus no Jd. Cruzado

Compartilhar

Seu comentário é de sua inteira responsabilidade. Não reflete nossa opinião.

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

error: Não é permitido copiar!!




Curta nossa Fan Page
Visite nosso site!
Visite nosso site!