Bandidos explodem presídio e resgatam criminosos, entre eles, sequestrador do irmão de Zezé Di Camargo – Comando VP
Início » Brasil » Bandidos explodem presídio e resgatam criminosos, entre eles, sequestrador do irmão de Zezé Di Camargo

Bandidos explodem presídio e resgatam criminosos, entre eles, sequestrador do irmão de Zezé Di Camargo

Ozélio de Oliveira, preso pelo sequestro de Welington Carmargo,  irmão dos cantores Zezé Di Camargo e Luciano, estava entre os detentos que conseguiram fugir da Penitenciária Estadual de Piraquara (PEP), na Região Metropolitana de Curitiba, na madrugada desta terça-feira (11-09-2018). Segundo o Departamento Penitenciário do Paraná (Depen-PR), ao todo 29 presos de alta periculosidade estão foragidos.

Ozélio, conhecido no mundo do crime como Gardenal e Sumô, foi condenado a 108 de prisão pelos crimes de roubo, homicídio e sequestro. Ele também é suspeito de orquestrar uma chacina em uma penitenciária em Boa Vista, capital de Roraima, mesmo estando preso, e ser uma das lideranças do Primeiro Comando da Capital (PCC).

Em 2002, o criminoso escapou de um presídio em Maceió, em Alagoas. Quatro anos depois, fugiu do Presídio Estadual de Foz do Iguaçu, no Paraná. E só não fugiu antes da PEP porque torceu o pé durante a fuga de 28 presos no ano passado.

Sequestro do irmão da dupla sertaneja

O crime que completa 20 anos no mês de dezembro chocou pela brutalidade com que os sequestradores trataram Welington Camargo. À época, eles chegaram a cortar parte de uma das orelhas da vítima e enviar para uma emissora de televisão como forma de forçar o pagamento do resgate.

Ele foi levado de sua casa em Goiânia, no estado de Goiás, no dia 16 de dezembro de 1998. Após ficar 94 dias em cativeiro, foi libertado no dia 21 de março de 1999, um dia após o pagamento do resgate. Welington foi abandonado dentro de um buraco entre Goiânia e Guapó.

Ozélio é um preso de alta periculosidade. (Foto: Reprodução/Depen-PR)

Outros fugitivos da PEP

Entre os fugitivos também está Iago Gonçalves, condenado pela morte do policial Marcos Gogola, ocorrida durante uma tentativa de resgate de um preso que estava no dentista em Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba. Na ocasião, cinco homens invadiram o consultório odontológico no centro da cidade para levar o detento.

Iago matou um policial. (Foto: Reprodução/Depen-PR)

É a segunda fuga do criminoso em menos de dois anos. Em 2016, Iago trocou de lugar com irmão durante uma visita e saiu da penitenciária pela porta da frente. Na sequência, ele acabou preso às margens de uma rodovia federal quando tentava embarcar para Lapa, na região metropolitana da capital.

Ainda de acordo com o Depen-PR, entre os foragidos estão latrocidas como Zaqueu Esquetini condenado a 60 anos de prisão. Um de seus crimes mais graves é o assassinato de um casal, ocorrido em 2016, em São José dos Pinhais, também na região metropolitana da capital. De acordo com a polícia, ele matou os namorados apenas para roubar uma moto e só não assassinou uma testemunha porque acabou a munição.

Confira a lista completa dos fugitivos.

Zaqueu é condenado a 60 de prisão. (Foto: Reprodução/Depen-PR)

Assista à reportagem sobre a fuga em Piraquara:

O RIC Notícias falou sobre o assunto.

*Com informações de Daniel Santos, repórter da RICTV Curitiba

Fonte: r7

Compartilhar

Seu comentário é de sua inteira responsabilidade. Não reflete nossa opinião.

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.





Curta nossa Fan Page
Visite nosso site!
Visite nosso site!
Casa de Carne Milaré
STUDIOK
DEMILLUS
Jantar Dia das Mães
Classificadão São Carlos