Aplicadas as primeiras doses de vacina contra Covid-19 em São Carlos – Comando VP
Início » Destaque » Aplicadas as primeiras doses de vacina contra Covid-19 em São Carlos

Aplicadas as primeiras doses de vacina contra Covid-19 em São Carlos

Profissionais da área de saúde da rede pública e privada que trabalham na linha de frente contra a doença, foram os primeiros a receber a imunização

A partir do aviso de recebimento da vacina contra a COVID-19 para esta quinta-feira (21/01), a Prefeitura de São Carlos, por meio da Secretaria de Saúde, apresentou no período da manhã no auditório do paço municipal, o plano de imunização contra a doença no município. As primeiras doses chegaram por volta das 12h30 e foram aplicadas prioritariamente para os profissionais de saúde da rede pública e privada, que trabalham na linha de frente com os pacientes suspeitos ou infectados pelo coronavírus. Para a primeira fase de vacinação, São Carlos recebeu do Governo do Estado, 3.960 doses da vacina Coronavac desenvolvida pelo laboratório Sinovac em parceria com o instituto Butantan, que contém o vírus SARS-CoV-2 inativado.
O Plano Estadual de Vacinação previa vacinar a partir do dia 25 de janeiro, indígenas, quilombolas, profissionais da saúde, idosos acamados e de abrigos e a partir de 8 de fevereiro os idosos com 75 anos ou mais. Até 22 de março todos os idosos até 60 anos deveriam tomar a primeira dose. Em São Carlos o plano municipal de imunização contra a COVID-19 é baseado nos mesmos números da Campanha Nacional de Imunização contra Influenza, realizada em 2020, quando foram vacinados 33.204 idosos contra a gripe. Sendo assim, a Vigilância Epidemiológica de São Carlos solicitou 43 mil doses para essa primeira etapa, para também para vacinar os profissionais da área de saúde, que hoje gira em torno de 10 mil pessoas.
Devido a quantidade reduzida de doses recebidas para esta primeira etapa, 3.960 unidades, foi explanado durante o anúncio, que a prioridade estabelecida neste momento, se dá para a vacinação dos profissionais de área de saúde que estão na linha de frente contra a COVID-19. As doses serão aplicadas diretamente nos hospitais, nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAS) e para os profissionais que trabalham no Centro de Atendimento de Triagem de Síndrome Gripal, instalado no Ginásio Milton Olaio Filho.
A apresentação do plano de imunização contou com a presença do prefeito Airton Garcia, do vice-prefeito Edson Ferraz, do presidente da Câmara Municipal, Roselei Françoso, do secretário de Saúde, Marcos Palermo, do secretário de Segurança Pública e Defesa Social, Samir Gardini e do secretário de Comunicação, e também, coordenador do comitê emergencial contra a doença, Mateus de Aquino. Também participaram o provedor da Santa Casa, Antônio Valério Morillas, a superintendente do Hospital Universitário, Ângela Leal, o vice-presidente da Unimed São Carlos, Ivan Linjardi, a gerente de assistência do Hospital Norden, Estela Ribeiro e o representante do Hospital São Francisco/Hapvida, Martinho Velonci Filho.
Durante o anúncio, o prefeito Airton Garcia parabenizou todos os profissionais de saúde e instituições na luta contra a COVID-19 e falou do esforço de São Carlos para o recebimento das primeiras doses. “Vamos pecar pelo excesso e fazer mais do que a gente pode para minimizar os problemas causados pelo novo coronavírus. São Carlos esteve em situação melhor do que muitas cidades, mas essa luta não pode parar. Nós temos um inimigo invisível, mas sabemos que ele existe, vamos continuar lutando para que todos sejam imunizados”.
“Quero agradecer a todos os profissionais de saúde, que ainda trabalham incansavelmente no enfrentamento da pandemia, que tanto nos amedronta e nos tira vidas. Nós cumprimos todas as determinações desde o início, dando transparência ao processo, só quando você perde alguém para o coronavírus, como eu perdi, percebemos que a doença é uma coisa séria. Hoje a vacina é uma esperança, mas a pandemia não termina nesse momento, temos que continuar fazendo com que os protocolos sejam cumpridos”, acrescentou o vice-prefeito Edson Ferraz.
O secretário de Saúde, Marcos Palermo, lembrou que desde março o município luta dia a dia para combater a doença, e que essa luta diária só é possível graças ao empenho de cada profissional de saúde. “É muito empenho, comprometimento e capacidade. São Carlos foi a cidade que mais reverteu casos em unidades intensivas, sendo cada profissional da saúde o protagonista de uma história. O momento é de esperança para continuarmos lutando, essa vacina ainda é uma medida emergencial, mas unidos vamos continuar lutando e realizar um trabalho vacinal resolutivo e protetivo a todos”.
Representando a Câmara Municipal, o vereador e presidente do poder legislativo, Roselei Françoso, deixou o apoio de todos os vereadores no que for necessário para o enfrentamento da doença e na luta pela busca de mais vacinas para São Carlos. “Chamar a atenção para um problema que está instalado, e que ainda vem de forma crescente e desordenada, infelizmente por conta da movimentação dos momentos festivos e descuido da própria população, é um retrabalho que precisa ser feito. Temos que chamar a atenção da população para salvar e preservar a vida das pessoas. Devemos buscar um diálogo com as autoridades internacionais para abreviar esse abastecimento de insumos para que os nossos institutos possam produzir a vacina e aí sim buscarmos a imunização da totalidade do povo brasileiro”, disse o presidente da câmara municipal.
De acordo com o coordenador do Comitê de Emergência de Combate ao Coronavírus e secretário de Comunicação, Mateus de Aquino, apesar da vacina contra a COVID-19 ser uma esperança para todos, a rotina de prevenção não deve parar até que o município consiga manter uma estabilidade e o equilíbrio da doença. “Temos que trabalhar duro porque vivemos o pior momento da pandemia na nossa cidade. Nossos hospitais enfrentam o pior momento de lotação nos leitos de enfermaria, nos leitos de UTI, então temos que trabalhar muito para que isso diminua. Precisamos continuar salvando vidas. Não podemos desanimar com situações políticas e iniciar a vacinação, mas a necessidade de manter a rotina de prevenção precisa continuar”, concluiu Mateus de Aquino.
Em depoimento, representantes das Santa Casa, Hospital Universitário, Unimed, São Francisco e Hospital Norden, elogiaram o esforço do município na transparência dos dados e das medidas de prevenção e cuidados contra a doença, que seguiu todas a orientações do Plano SP. Lembrando que São Carlos foi a primeira cidade a realizar o cumprimento do isolamento social, a partir de um decreto municipal contra a doença assinado pelo prefeito Airton Garcia no dia 13 de março, dois dias após da Organização Mundial de Saúde (OMS), declarar a COVID-19 como uma pandemia mundial.
Apesar de hoje a cidade registrar mais de 85 óbitos e um índice preocupante na ocupação de leitos de UTI, o munícipio durante os 10 meses de pandemia apresentou números satisfatórios de pessoas infectadas pelo coronavírus, sendo destaque em diversas vezes em publicações da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (ABRAMET), como a cidade paulista com menos mortes pelo vírus a cada 100 mil habitantes.
“Desde o início da pandemia tivemos o apoio da Polícia Militar para esse trabalho integrado com todas as secretarias para conseguirmos um resultado diferenciado. Não temos como mensurar quantas mortes evitamos diante a operações no cumprimento ao Plano São Paulo contra a COVID-19, mas temos a certeza que em cada situação que a força tarefa fez no fechamento de um estabelecimento, no fechamento de uma festa conseguimos evitar mortes pela doença. Cada dia o desafio é maior, hoje estendemos essa proteção ao objeto vacina, que tem um valor muito grande pela sua importância”, finalizou o secretário Municipal de Segurança Pública e Defesa Social, Samir Gardini.

A PRIMEIRA PESSOA A SER IMUNIZADA NO MUNICIPIO

As primeiras doses da vacina de imunização contra o coronavírus chegaram em um caminhão refrigerado no início da tarde, na sede da Vigilância Epidemiológica do município. A Prefeitura solicitou durante a reunião de apresentação do plano municipal de imunização, que cada instituição indicasse um profissional da linha de frente de atendimento aos pacientes da COVID-19 para receber as primeiras doses da CORONAVAC no município.

A primeira pessoa a ser imunizada pela vacina foi a Técnica de Enfermagem do SMU da Santa Casa, Karen Alessandra Bonelli. “Trabalho recebendo os pacientes que chegam pela urgência e emergência e todos os dias assistia ao sofrimento dessas pessoas, até que esse sofrimento chegou na minha família, perdi em uma semana meus avôs para a COVID-19 e ao mesmo tempo acompanhei a minha mãe intubada na UTI da Santa Casa também contaminada pelo vírus. Então hoje essa dose, literalmente, é uma dose de esperança, de ânimo para que possamos ter forças e disposição para cuidar de pessoas que nesse momento lutam pela vida”, disse Karen Alessandra Bonelli.
Também receberam a imunização a enfermeira do Hospital Universitário (HU), Cristiane Morais Borges Pereira; a técnica de enfermagem da unidade de Terapia Intensiva Adulto do Hospital Unimed São Carlos, Marcia Regina Angulo de Oliveira; o médico da Prefeitura, Dr. Renato Rizolli; a Coordenadora de Enfermagem da Norden, Graziele Nascimento de Oliveira e a Enfermeira Supervisora do Pronto Atendimento do Grupo São Francisco em São Carlos, Vanessa Lopes de Carvalho.
Segundo Crislaine Mestre, diretora de Vigilância em Saúde, as doses recebidas agora também serão aplicadas diretamente nos locais de trabalho dos profissionais da saúde que farão parte desse grupo inicial. “Nossas equipes vão aplicar a vacina e fazer a coordenação dessa imunização. Hoje mesmo já vamos iniciar com 3 equipes para durante os plantões médicos fazer a imunização. Neste momento as pessoas não devem buscar postos de saúde para a vacinação”, alertou a diretora lembrando que ainda aguarda o posicionamento do Governo do Estado para dar início a vacinação dos idosos.
Kátia Spiller, superintendente da Vigilância Epidemiológica, foi a enfermeira de São Carlos que aplicou a primeira dose da Coronavac. “Estou emocionada com a chegada da vacina. Elas representam a esperança. Sabemos que a nossa batalha continua, mas ela precisa ser compartilhada com toda a população. A vacina chegou para colaborar com a nossa missão, porém é necessário não só continuar, mas intensificar as medidas de proteção, cumprindo todos os protocolos sanitários”, alertou Spiller.

Compartilhar

Seu comentário é de sua inteira responsabilidade. Não reflete nossa opinião.

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.





PGlmcmFtZSBzcmM9Imh0dHBzOi8vZDZvanc5c3Q4OW8zby5jbG91ZGZyb250Lm5ldC9CUkdhbGxlcnkvaW5kZXgucGhwL3BsYXllci92aWV3L2VsZWdhbnRlMTsxNzc7NTk7WkRNMmJuSXdkVE40YldNMGJXMHVZMnh2ZFdSbWNtOXVkQzV1WlhRdmFXNWtaWGd1Y0dod0wyRndhUzl6ZEhKbFlXMXBibWN2YzNSaGRIVnpMemd5T0RBdk16Y3lNV1pqT0dGak5UQTROamhtWVRBNU9UbGlNalEzTUdVeFpEaGpZelF2YzJWeWRtbGtiM0l6Tmk1aWNteHZaMmxqTG1OdmJRPT07ZmFsc2UiIGJvcmRlcj0iMCIgc2Nyb2xsaW5nPSJubyIgZnJhbWVib3JkZXI9IjAiIGFsbG93VHJhbnNwYXJlbmN5PSJ0cnVlIiBzdHlsZT0iYmFja2dyb3VuZC1jb2xvcjogbm9uZTsiIHdpZHRoPSIxNzciIGhlaWdodD0iNTkiPjwvaWZyYW1lPg==
ARE YOU READY? GET IT NOW!
Increase more than 500% of Email Subscribers!
Your Information will never be shared with any third party.
Curta nossa Fan Page
Visite nosso site!
Visite nosso site!
Casa de Carne Milaré
STUDIOK
DEMILLUS
Jantar Dia das Mães
Imobiliária Cardinali 
- Informe publicitário
Fechar
Classificadão São Carlos